A nova era da contabilidade: desafios da digitalização – PHC Portugal

27.09.22

Gestão de Pessoas: Boas Práticas Apoiadas em Tecnologia

Evento Híbrido e Gratuito

A nova era da contabilidade: desafios da digitalização

A digitalização chegou à contabilidade e a tecnologia é seu maior aliado. Para além de um novo paradigma, esta é uma forma eficaz de melhorar o dia a dia das empresas... e dos próprios contabilistas. Carlos Plácido é contabilista certificado e irá explicar-nos porquê.
Mãos de mulher e homens papéis com o OE

Há quem diga que o papel do contabilista tem tendência a perder cada vez mais importância e que pode até ser substituído pela tecnologia. Porém, nada poderia estar mais longe da verdade.

É inegável que a profissão de contabilista deveria ser muito mais do que assegurar o cumprimento legal das empresas. E será. Na contabilidade do futuro tudo aquilo que acontece na gestão da empresa está integrado, a informação está acessível e os dados são trabalhados em tempo real.

De acordo com o estudo “O que querem os contabilistas hoje?” que a PHC Software desenvolveu em parceria com a consultora OnStrategy, a autonomia para consultar em tempo real e de forma automática o estado da empresa, sem dependências, é fulcral para 38,6% dos inquiridos e cerca de 28% sente necessidade de tempo para dar conselhos financeiros aos clientes. 

 

Graças a ferramentas inovadoras – a tal como a Inteligência Artificial ou o aproveitamento de todo o potencial da cloud – é possível antecipar um novo paradigma da contabilidade em que será possível ter tempo para olhar para os dados.

Carlos Plácido é, mais do que professor e empresário, um contabilista certificado que acredita no poder da tecnologia e no impacto que a “contabilidade 2.0” terá nas empresas.

 

 

Quais os principais desafios que hoje os contabilistas têm de enfrentar?

Os jovens vão trabalhar para empresas em que os processos são muito antigos. Mais do que não motivar, bloqueia o desenvolvimento dos jovens. Ou seja, contrato alguém para ficar à secretária para furar papel e colocá-lo dentro da pastas e que a atividade de arquivo e inserção de dados ocupa 80% do seu mês, não estou a potenciar a evolução dos jovens nem a criação de valor para os empresários.

 

Quais são as principais consequências?

A consequência direta é que todo o trabalho de consultoria associado ao contabilista não pode ser feito por falta de oportunidade.

 

 

É possível alterar o atual paradigma?

No nosso escritório estamos a preparar tudo para digitalizar o negócio e torná-lo mais ágil. Porém, isto levanta outra questão. O que é que eu vou fazer ao tempo que tenho livre? Vou aproveitá-lo para angariar mais clientes ou para entregar mais valor a cada cliente? Há colegas que irão dedicar mais tempo na angariação de mais clientes. Outros estão a fazer esforços para acrescentar valor ao cliente, eu estou incluído neste grupo. Tentamos prestar um serviço mais completo de assessoria ao cliente, ter outra perspectiva de abordagem. Estamos, por isso, a dar formação às pessoas para que quando chegar esse momento, elas já estejam preparadas.

 

Já todos percebemos que o digital é uma realidade. O que varia é aquilo que cada um faz com ela. Nem posso dizer que a digitalização é o futuro porque já é uma realidade, e quem não for por este caminho, quanto mais tarde começar, mais tempo vai demorar a recuperar… Até pode não ter recuperação possível. Mesmo em relação ao preço: para quem não avançar já para a digitalização, o custo de fazer a contabilidade vai aumentar, e isso significa perder competitividade.

Carlos Plácido – Contabilista Certificado

 

O software de gestão pode ser considerado um aliado para os contabilistas?

O software é uma ferramenta facilitadora que nos dá garantias da robustez do nosso trabalho. Sem ele, não conseguimos ser eficientes, evitar os erros, ganhar algum tempo para interpretar os dados e reunir com os clientes. É uma ferramenta fulcral para a nossa atividade porque é ela que dá a informação que precisamos. Mas atenção: é preciso escolher bem a ferramenta e que consiga dar a resposta necessária. Grande parte das ferramentas ainda estão na parte inicial, na parte das obrigatoriedades. Tudo aquilo que trata é para dar cumprimento aos requisitos legais, mas o próximo patamar é conseguirmos tirar dali informação necessária para aconselhar da melhor forma os nossos clientes.

 

E ser contabilista é muito mais do que garantir o cumprimento fiscal, certo?

Não chega cumprir com as obrigações legais, é necessário aprofundar a consultoria na gestão das empresas. A verdade é que não há tempo para responder a perguntas ou dar determinado conselho.


A contabilidade e a gestão andam de mãos dadas?

Há muitos contabilistas que viveram toda a vida a entregar obrigações e que, por isso, não têm know-how para apoiar a gestão. Há muitos profissionais agarrados ao passado. A maior parte deles a única conversa que têm com os empresários é sobre obrigações e acho que no futuro isto vais ter de mudar.

 

Existe um problema de produtividade?

Claramente. Cerca de 40% dos meus clientes têm um custo de contabilidade que é mais caro do que aquilo que o cliente paga. Temos de olhar para isto de forma a tentar inverter o cenário, não podemos avançar para um processo de digitalização sem apontar um caminho e um objetivo final.

Conhece a PHC GO Professional Accountants Network

Destinada a aumentar a produtividade das empresas, esta é uma plataforma gratuita para contabilistas certificados que tem de base o software de gestão PHC GO. Permite aceder aos dados dos clientes para obter toda a informação necessária. Através da PHC GO Professional Accountants Network, é possível facilitar a consulta, correção e execução de tarefas, sem depender da disponibilidade dos clientes. Uma resposta eficaz para o exercício eficaz da contabilidade com múltiplas vantagens para gestores e contabilistas, em que as empresas ficam a ganhar.

Saiba mais aqui

 

É necessário inverter esta situação?

O cliente que sai pelo preço, volta pelo serviço. Por outro lado, o cliente que sai pelo serviço não volta por preço nenhum. O nosso trabalho no dia a dia é este: fazer tudo para prestar um excelente serviço que, por sua vez, o preço deve acompanhar.


A vossa missão é muito maior do que aquilo que, presentemente, fazem no dia a dia?

Sim. Por exemplo, quando estamos a fechar contas, isso pressupõe uma tomada de consciência dos indicadores económico-financeiros da empresa. Quando um gestor decide avançar por determinado caminho é importante ter consciência de que a sua tomada de decisão vai influenciar as suas acções no futuro. Este é o know how do contabilista e não se vende, não tem valor no imediato mas é muito valiosa no dia-a-dia da empresa. Apontar o foco para isto é perceber que a nossa missão é maior do que aquela que diariamente nos ocupa.

Como ser competitivo em 2023?

Desafios e ferramentas para as empresas

 

 

Competitividad empresas

Já conhece o
PHC GO?

Gestão completa na cloud, faturação certificada, processos automatizados e tesouraria ágil
Software de gestão online para pequenas empresas

Este site requer um navegador mais atualizado para obter a aparência e usabilidade requiridas.

Para usufruir da melhor experiência e conhecer a PHC Software e os seus produtos, deverá aceder através de outro browser mais recente como Google Chrome, Firefox ou Safari.