27.09.22

Gestão de Pessoas: Boas Práticas Apoiadas em Tecnologia

Evento Híbrido e Gratuito

Medir pessoas? É possível usar métricas em HR?

Avaliar o desempenho, desenvolver e reter o talento são os temas da ordem do dia. Para isso, é preciso medir para gerir. Qual a importância e quais as vantagens do people analytics para as empresas? Nós explicamos.
Medir pessoas? É possível usar métricas em HR?
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O mundo dos dados – people analytics – chegou à gestão de pessoas e é fundamental para garantir decisões mais acertadas. A análise de dados é o ponto-chave da transformação digital, uma vez que permite chegar a conclusões mais concretas e eficazes para as empresas. Assim, podem considerar-se várias vantagens na utilização de people analytics:

  • 1. Capacidade de decisão e precisão das informações e dados recolhidos
  • 2. Experiência do colaborador
  • 3. Reforço da importância do papel estratégico assumido pelos recursos humanos
  • 4. Antecipação na tomada de decisão
  • 5. Medição de impacto das ações e decisões implementadas.

É também importante ter em conta os quatro níveis de análise associados ao people analytics:

  • 1. Nível descritivo – incide sobre eventos passados ou que estão ainda a decorrer
  • 2. Nível diagnóstico – permite apurar as causas de um problema, utilizando técnicas para extrair dados e estatísticas
  • 3. Nível preditivo – permite, com base em informações extraídas de dados passados, prever eventos futuros
  • 4. Nível prescritivo – perspetiva problemas futuros, descodificando aquilo que pode ser feito para resolvê-los

Tendo presente os quatro níveis de análise acima e de forma a construir um bom sistema de people analytics é importante trilhar um caminho sólido que traga consistência às análises da empresa. Assim, identificam-se as seguintes etapas:

  • 1. Recolha de dados – momento de recolher todos os dados e informações que serão analisados posteriormente
  • 2. Cálculo – momento de análise de todos os dados recolhidos: quanto mais variados forem os dados recolhidos, mais amplas são as possibilidades de análise
  • 3. Análise – é neste momento em que as análises revelam o seu grande potencial na gestão de pessoas. É a partir dos dados analisados e das respostas aos cálculos feitos anteriormente que as melhores decisões podem ser antecipadas
  • 4. Modelagem – momento em que os dados, variáveis, números e pesquisas recolhidos são cruzados. Através da modelagem dos dados é possível, por exemplo, descobrir a correlação entre a escolaridade dos colaboradores e as promoções que recebem

Estas análises devem estar presentes em todos os momentos do ciclo de vida dos colaboradores na empresa. Porém, a área de people analytics é um mundo que ainda só agora iniciou o seu caminho e serão as necessidades de cada empresa a ditar os trajetos ainda a percorrer.

Já conhece o
PHC GO?

Gestão completa na cloud, faturação certificada, processos automatizados e tesouraria ágil
Software de gestão online para pequenas empresas

Este site requer um navegador mais atualizado para obter a aparência e usabilidade requiridas.

Para usufruir da melhor experiência e conhecer a PHC Software e os seus produtos, deverá aceder através de outro browser mais recente como Google Chrome, Firefox ou Safari.