Este foi o Natal da PHC

Depois de regressarmos ao teletrabalho, optámos também por passar a nossa festa de Natal para o formato digital. Mas não quisemos ficar por aqui. Descobre tudo.
Este podia ter sido só mais um final de ano. Onde iríamos juntar todos os PHCs numa grande festa temática de Natal, e celebrar as vitórias de um ano onde trabalhámos muito em prol dos nossos objetivos.
Porém, e dado o evoluir da situação pandémica, acabámos por ter de regressar ao teletrabalho. Passámos a celebração do Natal para formato digital, e convidámos o Fernando Alvim para animar a festa, tentando assim que todos se sentissem mais próximos. Mas rapidamente percebemos que não podíamos ficar por aqui.
Este ano o Natal da PHC foi diferente. Abdicámos de parte da verba da nossa festa de Natal e doámos mais de 10.600€ a quatro instituições de solidariedade social, em Oeiras, para apoiar um total de mais de 170 pessoas.
Passámos meses a planear o que seria uma grande gala temática de Natal. Porém, com o evoluir da situação pandémica, acabámos por optar por cancelá-la, já durante o mês de dezembro.
Sabíamos que os PHCs iam ficar desanimados. Apesar de entenderem que a segurança de todos é uma prioridade, este seria assim o segundo Natal que passamos com restrições, longe uns dos outros.
Convidámos o Fernando Alvim para estar connosco – que realizou uma versão adaptada da sua “Prova Oral” na PHC, onde foram os nossos colaboradores os grandes entrevistados. Divertimo-nos muito.
A equipa de produção toda reunida, no final da festa.
Alguns momentos da transmissão.
O Fernando Alvim com o Ricardo Parreira, nosso CEO.
A nossa CMO, Rute Ablum, a partilhar com todos esta novidade.
E foi durante esta celebração que a nossa Chief Management Officer (CMO), Rute Ablum, anunciou a todos os PHCs uma grande novidade.
Foi assim que ficámos todos a saber que este ano a PHC decidiu doar parte da verba da nossa Festa de Natal a quatro instituições de solidariedade social, que selecionou em conjunto com a Câmara Municipal de Oeiras: a Ajuda de Mãe, a Associação dos Amigos da Mulher Angolana, o Centro Educativo Padre António de Oliveira e a Santa Casa da Misericórdia de Oeiras.
Foram três dias intensos de compras.
E as salas de trabalho da PHC ganharam um novo ar.
Valeu-nos a rapidez e proatividade de todos os envolvidos.
Comprámos mesmo muita coisa.
A Rute explicou-nos como tudo aconteceu. Começámos por receber uma lista de necessidades, levantadas pelo Programa Oeiras Solidária, onde foram identificados todos os bens que as quatro instituições precisavam para conseguir dar apoio aos seus mais de 170 utentes, neste Natal.
A lista incluía um pouco de tudo. Livros, material escolar, brinquedos, produtos de higiene, eletrodomésticos, comida e até roupa variada. E tínhamos poucos dias para conseguir agilizar tudo a tempo de fazermos as entregas antes do Natal. Metemos mãos à obra.

(...) tenho grandes expectativas para o trabalho futuro que podemos desenvolver com a PHC. (...) com a perspetiva de um trabalho estruturado e com compromissos a longo prazo, com impacto na qualificação e inclusão social de públicos mais vulneráveis. Porque centramos a nossa acção nas pessoas e na felicidade das mesmas! E pessoas felizes, são o motor para o desenvolvimento de uma comunidade e das sociedades futuras.”

Dra. Teresa Bacelar, Vereadora da CMO para a Responsabilidade Social Tweet
Nas lojas de comércio local fomos recebidos com entusiasmo.
Acabámos a esgotar o stock de vários itens.
Obrigado ao Sr. Tiago, à D. Rosa, à Maria João e à Ana Lúcia.
Tornaram todo o processo bem mais bonito.
Foram cinco dias em constante contacto com as instituições para encontrarmos as melhores soluções para as suas necessidades. Para além dos bens pedidos, quisémos ainda incluir presentes para as crianças das várias instituições apoiadas – e, aqui, os PHCs deram-nos uma ajuda, fazendo também as suas doações.
Mas quisémos ir ainda mais longe. Optámos por comprar nos pequenos estabelecimentos, para apoiar o comércio local – e o entusiasmo de todos os comerciantes com esta ação foi incrível.
O processo de embrulho dos presentes.
Foram mais de 200 prendas embrulhadas.
O local onde fomos agrupando todos os presentes.
E, claro, todos bem identificados.
A parte final foi a mais entusiasmante e desafiante: embrulhar todos os presentes. Foram centenas e centenas de embrulhos. A entrada da nossa House of Digital Business pareceu, durante alguns dias, uma verdadeira central de distribuição de presentes.
E conseguimos. Entregámos tudo antes do Natal. As associações receberam-nos de braços abertos, mostraram-nos as suas instalações e partilharam connosco os seus maiores desafios.
Este ano, o Natal da PHC foi diferente. E estamos muito felizes por termos conseguido impactar tantas pessoas. Obrigado a todos os que nos permitiram realizar esta ação, em tempo recorde.
A entrega nas instituições foi um momento muito especial.
Durante dois dias, reunímos uma equipa para esta tarefa.
Podemos conhecer as suas instalações e ouvi-las de perto.
E conseguimos compreender o impacto real desta ação.

Este ano, há mais de 170 pessoas que beneficiam da nossa ajuda. E isso faz-nos sentir mais próximos.

Conhece a nossa cultura e o Best Experience@Work

Este site requer um navegador mais atualizado para obter a aparência e usabilidade requiridas.

Para usufruir da melhor experiência e conhecer a PHC Software e os seus produtos, deverá aceder através de outro browser mais recente como Google Chrome, Firefox ou Safari.