Logística e distribuição 4.0 – Como aproveitar os benefícios da digitalização?

A pandemia transformou o setor da logística e distribuição numa atividade estratégica e de primeira necessidade. Um software de gestão garante a sua competitividade e o controlo total e rigoroso da cadeia de abastecimento.

Num dos setores mais afetados pela pandemia, a logística e distribuição transformaram-se uma atividade estratégica e de primeira necessidade. Um software de logística e distribuição garante não só a sua competitividade, como o controlo total e rigoroso da cadeia de abastecimento.

O ano de 2020 foi um verdadeiro desafio para o setor de logística e distribuição.

A pandemia e o consequente confinamento causado pela covid-19 fizeram com que esta tivesse sido uma das atividades que sofreu maior impacto.

Porém, o contexto atual trouxe novos conhecimentos globais ao setor, fazendo com que as empresas fossem obrigadas a repensar os seus procedimentos através da utilização de ferramentas e medidas preventivas que lhes permitissem antecipar diferentes tipos de situações.

A tecnologia e o software, por sua vez, também tiveram a sua parcela de responsabilidade neste processo, permitindo a consolidação de cadeias de abastecimento mais robustas e sólidas.

Apesar de ser um dos setores que começou a sua transformação digital de forma mais lenta, o setor de logística e distribuição transformou-se numa atividade estratégica e de primeira necessidade.

A confirmá-lo, segundo o Observatório de Tendências, 45% dos portugueses afirma ter alterado os seus dados de consumo com a pandemia. Mais de metade (cerca de 57%) admite ter realizado mais compras online nos últimos seis meses, números que vão ao encontro do aumento do e-commerce em Portugal, estimado entre 150-170% desde março, face ao período homólogo.

A pandemia evidenciou as fragilidades de todos os setores da economia, mas restam poucas dúvidas de que o setor de logística e distribuição foi um dos mais afetados. Uma consequência direta da transição abrupta de um modelo de consumidor presencial, para outro quase inteiramente online, mantendo as condições habituais de atendimento e a viabilidade económica.

Software de logística e distribuição: novas tecnologias e o renascimento do setor

Estamos diante da transformação mais profunda que o setor passou desde a revolução industrial. Foram as tecnologias da Quarta Revolução Industrial que conseguiram dar resposta aos desafios e permitir a continuidade, ainda que limitada, da vida pessoal e profissional.

Um verdadeiro “renascimento da indústria” que fez Satya Nadella, CEO da Microsoft, afirmar que testemunhámos “dois anos de transformação digital em dois meses”.

O avanço na conectividade entre pessoas e bens facilita o fluxo multidirecional de dados que são usados para atingir níveis de eficiência e produtividade nunca antes vistos.

Projeções recentes indicam que a análise avançada e a implementação de soluções/ softwares customizados neste setor não deixarão de aumentar nos próximos anos, o que significa que a digitalização e implementação deste tipo de tecnologia são os principais desafios para o mercado e para a indústria. No entanto, há outros:

1. Inventários automatizados

A organização e o conhecimento em tempo real dos stocks é uma tarefa fundamental para o setor de logística e distribuição. Conforme explica o relatório McKinsey “As promessas e os desafios da era da inteligência artificial”, a utilização do software “melhora a eficiência do negócio” e, em alguns casos, essa melhoria chega aos 89%.

Passamos do controlo do negócio com um inventário em Excel para conseguir conectar armazéns, utilizadores e centros logísticos. Como? Através da criação de armazéns 3D, corredores, prateleiras e zonas de armazém com apenas alguns cliques.

Para além disso, há soluções como o PHC CS Logística e Distribuição, onde pode visualizar-se graficamente o conteúdo detalhado de um armazém, verificar a sua capacidade e saber qual o stock existente em cada um deles, em apenas poucos minutos. Também tem controlos de localização, que indicam imediatamente o local mais adequado para armazenar determinada mercadoria, mesmo após ter sofrido vários movimentos de stock.

2. Armazém eficiente

Neste ponto, as simulações são determinantes. Trata-se de agregar o fluxo de pedidos, cumprir prazos de entrega e garantir a visão global do armazém de forma a saber onde armazenar e encontrar os produtos. O objetivo? Corrigir falhas, através de comunicações simples e automáticas que, ao mesmo tempo, agilizam todo o processo de documentação e o respetivo despacho.

Neste caso, o PHC CS Logística e Distribuição permite que o armazém seja monitorizado de forma geral e detalhada, incluindo gráficos, diagramas policromáticos, pesquisa avançada ou visualizações 3D, de acordo com a preferência; todos estes fatores asseguram que pode atender múltiplas solicitações.

3. Previsões e expedição

De todo o conjunto de benefícios de um software, um dos mais proeminentes é a capacidade de analisar dados e usar essas informações para antecipar o futuro. Estamos diante de um dispositivo invisível, cada vez melhor – e mais preciso – na antecipação de imprevistos e na análise de riscos prováveis. Algo que, em logística, pode ser usado tanto na otimização de rotas como na previsão da procura.

Para além disso, é possível ordenar os pedidos pelos critérios desejados, por exemplo, através do código postal, por um veículo em particular, pela data e hora da expedição, marcação dos pedidos que devem ser incluídos em determinado transporte, ou simplesmente fazer o agrupamento das notas de entrega por cliente.

4. Controlo de documentos e circuitos

Na logística, como na maioria dos setores, uma das principais dificuldades é ter o controlo de todos os documentos que envolvem faturas, pedidos, guias de transporte, entre outros. A solução é criar circuitos para que essas tarefas fiquem sob controlo e, desta forma, antecipar alguns processos.

Basicamente, permite fazer automaticamente registos documentais de cada etapa e agrupá-los, tanto à entrada quanto à saída da mercadoria. Por exemplo, nos circuitos de entrada, as faturas podem chegar antes ou depois das notas de entrega e o pedido pode ou não existir.

Nos circuitos de saída, apesar da complexidade que se gera no processo de despacho de mercadorias, poderá ser escolhido o ambiente mais adequado para uma gestão eficiente e mais produtiva.

Revolução da logística e distribuição inteligente

Como em muitos outros setores, o software é usado para agilizar os processos internos. Estamos perante o início da revolução da logística empresarial, e é aí que recai a importância de evoluir com a digitalização das empresas.

No cenário atual, em que aparentemente não há data para regressar à “normalidade”, a digitalização está a transformar-se em realidade para este ramo da indústria. Quem não o fizer, corre o risco de perder rendimentos e competitividade.

Destacamos alguns dos benefícios que este processo acarreta para 2021, sobretudo com a implementação de um software de logística e distribuição que evolui com a empresa à medida das suas necessidades. Ele permite atingir elevados níveis de produtividade em todas as escalas e departamentos da empresa:

  • Processos: melhora a transparência e aumenta a visibilidade dos procedimentos relacionados com a administração da cadeia de abastecimento e distribuição, permitindo processos ágeis em tempo real.
  • Produtividade: aumenta a eficiência dos serviços reduzindo exponencialmente o tempo de utilização, o que se traduz em eficiência e competitividade.
  • Clientes: permite o controlo total das áreas mais importantes da empresa relacionadas com clientes e vendas, possibilitando gerir a carteira de clientes, mesmo a quilómetros de distância do escritório.
  • Automatização: otimiza recursos através da automatização de operações, o que permite filtrar e medir processos e os seus respetivos fluxos, deixando espaço para economizar custos com recursos (físicos, humanos e financeiros) que podem ser utilizados para outras tarefas.
  • Tesouraria: controlar com rigor a gestão da tesouraria – uma das áreas mais valiosas de qualquer empresa – através do registo automático do saldo previsível do fluxo do negócio, o que permite antecipar e corrigir situações que possam representar graves problemas de liquidez.
  • Capacidade de análise: Aumenta a competitividade com facilidade no tratamento de informações vitais, que facilitam a tomada de decisões estratégicas, para o aumento inteligente de ações segmentadas e personalizadas de acordo com as necessidades da empresa e dos seus clientes.

Para uma empresa de logística ser competitiva, um dos objetivos primordiais que deve atingir é a gestão adequada de sua cadeia de abastecimento. Para isso, é necessário adotar mudanças estruturais que tornem os processos eficientes, dos mais simples aos mais complexos.

A integração de um software de logística e distribuição, para além de permitir uma gestão correta dessas áreas vitais da empresa, permite ter rigor e controlar todos os procedimentos envolvidos, oferecendo um serviço de maior qualidade com os mesmos custos de produção.